Geral

Serviços ao
Consumidor

Notícias Celesc

06.11.18

Começa Horário de Verão

Começou no último domingo, 4 de novembro, à meia-noite, a 43ª edição do Horário de Verão (HV). Até 16 de fevereiro de 2019, moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste tiveram que adiantar seus relógios em uma hora.

A implantação da medida evita o acúmulo de demanda simultâneo entre iluminação pública, residencial, comercial e industrial, oferecendo mais confiança ao Sistema Elétrico, maior flexibilidade operativa e diminuição de situações de emergência. “O adiantando os relógios em uma hora estimula o aproveitamento da luz natural em uma época do ano em que o sistema é normalmente submetido às mais severas condições operativas de demanda. Ao longo dos anos, o Horário de Verão vem representando uma redução de quase 4,5% na demanda durante o horário de pico, entre 18h e 21h, em Santa Catarina, equivalente a 70% da demanda de Florianópolis, ou a 40% da demanda de Joinville nesta faixa de horário”, explica Gustavo Rocha, gerente do Departamento de Comercialização da Celesc.

Entretanto, estudos realizados no ano passado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e pelo Ministério de Minas e Energia (MME), demonstraram que a adoção do HV em âmbito nacional traz, atualmente, resultados próximos da neutralidade para o sistema. A nova condição está associada, principalmente, ao aumento do uso de sistemas de ar condicionado e refrigeração, e à redução do consumo da iluminação pública e residencial por conta das inovações tecnológicas, como as lâmpadas de LED, que são mais eficientes e, portanto, consomem menos energia mantendo a mesma luminosidade.

Os estudos vêm sendo avaliados pelo Governo Federal, que decidiu manter a vigência do Horário de Verão por enquanto, considerando que a medida traz ao consumidor final outros benefícios, como ganho de tempo para lazer, turismo, comércio e segurança. A política deve ser reavaliada nos próximos anos, mas neste ciclo 2018/2019 o horário de verão já foi reduzido em 15 dias.

 

Consumo consciente de energia

De qualquer forma, o consumidor deve ser eficiente no seu consumo de energia. Para isso, algumas dicas são:

- Instalação do compressor do aparelho de ar condicionado em local sem incidência direta da luz solar;

- Manter fechadas portas e janelas dos ambientes refrigerados;

- Regular a temperatura do ar condicionado para o período noturno;

- Colocar o chuveiro elétrico no modo verão;

- Não permanecer com a porta da geladeira aberta durante período longo de tempo. 

 

Por Heda Wenzel (Comunicaz a serviço da Celesc)