Geral

Notícias Celesc

29.10.12

Bônus Eficiente Celesc: vendas começam na próxima quarta-feira, 31

Consumidores adimplentes com a Celesc poderão adquirir eletrodomésticos com 50% de desconto

A rede de lojas Colombo S.A. foi a vencedora da licitação para comercialização de eletrodomésticos (geladeiras, freezers e condicionadores de ar) pelo programa Bônus Eficiente, da Celesc com 50% de desconto. As vendas terão início no dia 31 de outubro nas 45 lojas da rede Colombo no Estado e pelo televendas, que será divulgado em campanha publicitária na véspera.

Para adquirir um equipamento novo, é preciso entregar um usado do mesmo tipo (geladeira por geladeira, por exemplo) com mais de cinco anos de uso e que não tenha o selo Procel. A rede de varejo ficará responsável pela entrega dos eletros novos e recolhimento dos antigos. Também será responsabilidade da rede vencedora contratar empresa especializada para o descarte dos equipamentos de acordo com as regras da Lei de Resíduos Sólidos (ABNT/NBR 15.833). Uma ampla campanha publicitária irá divulgar os requisitos para participação.

“O Bônus Eficiente é uma iniciativa ousada, que tem como finalidade o uso eficiente da energia. Vamos promover a retirada de milhares de equipamentos que consomem muita energia por outros bem mais eficientes. Os grandes beneficiados são os consumidores, que vão pagar a metade e economizar em dobro”, resume o presidente da Celesc, Antonio Gavazzoni.

Outros dois requisitos são necessários para que o consumidor tenha acesso ao bônus. No ato da compra, ele deverá fazer, na própria loja, uma doação à Federação das Apaes (de R$50,00 para eletros acima de R$ 1 mil e de R$30,00 para os de valor inferior). A estimativa é de recolher cerca de R$ 1 milhão para as Apaes em todo o Estado. Além disso, o consumidor terá que entregar cinco lâmpadas incandescentes em troca de cinco fluorescentes, sem custo.

As vendas serão efetuadas por ordem de chegada dos clientes enquadrados nos critérios. No total, serão vendidos 35 mil eletrodomésticos dentro do Programa (13 mil condicionadores de ar e 22 mil refrigeradores, incluindo freezers).

O valor total do projeto é de R$ 39 milhões, sendo que R$ 20,7 milhões serão investidos pela Celesc e R$ 17 milhões pelos clientes. A Celesc vai monitorar online o andamento das vendas, válidas para todos os municípios da área de concessão da Empresa.

Mais informações sobre o Bônus Eficiente estão disponíveis no portal www.celesc.com.br

 

ECONOMIA – O diretor de Distribuição da Celesc, Cleverson Siewert, explica que, além do significativo desconto na compra, a economia para o cliente é contínua, pois se refletirá nas faturas de energia.

Os consumidores residenciais respondem por 24,6% de toda a energia consumida no Estado.

Os refrigeradores correspondem a 28% do consumo residencial. Os modelos com o Selo A economizam em média de 25% ao ano. O ar condicionado é responsável por 20% do consumo residencial, e com o Selo A, a economia média pode ser de 40%.

O programa inclui ainda a troca de 175 mil lâmpadas. As lâmpadas significam a 22% do consumo residencial e podem ser até 75% mais econômicas se tiverem o Selo A.

 

BENEFÍCIO SOCIAL – Além das doações dos consumidores para a Federação das Apaes, que deverão chegar a R$ 1 milhão, o programa deverá gerar cerca de 120 novos empregos no comércio e movimentar a economia por conta do aumento significativo das vendas de refrigeradores e condicionadores de ar durante o período de execução do projeto. O Programa deverá injetar R$20 milhões na economia catarinense em curto período de tempo, e a arrecadação extra de ICMS deve ser de R$ 2 milhões, considerando as vendas e a substituição tributária.